Dicas

Aplicação de silicones

O sucesso do trabalho de aplicação de silicone em fachadas, esquadrias e coberturas de vidro depende da qualidade da mão de obra e do controle de cada etapa - da limpeza da superfície, passando pela aplicação eventual de um primer e, finalmente, do silicone, principalmente no caso de fachadas estruturais.

Azulejos

Produtos destinados exclusivamente ao revestimento de paredes, pois o mesmo tem classificação de PEI ZERO não podendo em hipótese alguma ser aplicado ao chão.
Normalmente os azulejos possuem um grau de absorção maior e conseqüentemente um grau de dilatação também maior. A maioria dos azulejos é indicada para uso em área interna. Todavia há também azulejos fabricados para aplicação em áreas externas, como fachadas assim como há aqueles fabricados para aplicação em piscina.
Os azulejos externos são normalmente mais caros, mas tendem a ter maior qualidade e resistência a variações climáticas e a exposição a alguns produtos químicos podendo ser aplicados também internamente.

Tamanhos

Os azulejos variam em tamanho de acordo com os fornecedores.
Alguns dos tamanhos mais difundidos, em centímeros, são: 10x10, 15x15, 20x20, 25x25, 30x30, 30x40, 33x33, 30x60. Observação: observar o tamanho da área para escolha apropriada do tamanho a ser utilizado. Normalmente, quanto maior a área recomenda-se tamanhos maiores de cerâmicas e vice-versa. Consulte nossos arquitetos para orientação gratuita.

Tipos

São três os básicos: cerâmica, retificado e porcelanato.

Cerâmica é o mais conhecido pela característica de incluir duas partes: a massa e o esmalte.

Retificado possui um esmalte com maior resistência a mancha e um corte mais reto e normalmente com uma espessura mais grossa. Indicado para se trabalhar com juntas de 2mm e segundo alguns fabricantes podendo ate mesmo ser assentado sem junta (peças encostadas - junta seca) pois o coeficiente de dilatação é mínimo.

Porcelanato, produto criado para competir com mármores e granitos na aplicação de pisos e paredes. É um produto de massa única, o que significa dizer que não recebe esmalte. Sua superfície pode ser polida ou deixada ao natural.
Por não possuir esmalte não é classificado por PEI e sim pela escala MOHS que varia de 0 a 9 sendo o nove o de maior resistência. Porém, no Brasil trabalha-se no máximo até o nível 7.

Como o porcelanato é um produto polido possui algumas recomendações para sua aplicação como piso, pois sua superfície vitrificada pode ser arranhado por determinados agentes abrasivos como o grão de areia e outros similares. Não havendo restrições para aplicações em paredes. Possui linhas rústicas e clássicas.

Chuveiros elétricos

Os chuveiros elétricos podem ser apresentados em vários modelos. Dentre estas variedades há chuveiros com pressurizador ou sem pressurizador.

Os tamanhos também variam muito. Observe que os maiores necessitam maior quantidade de água para funcionarem corretamente. Observar sempre a voltagem 110 volts ou 220 volts.

De modo geral, os aparelhos de 220 volts consomem menos energia elétrica. Atualmente os chuveiros elétricos são praticamente todos feitos em pvc. São poucos os feitos de metal. Os chuveiros em pvc podem ser encontrados em várias cores inclusive com acabamento cromado.

Ao instalar seu chuveiro use sempre um conector de louça para ligar os fios com bitola de pelo menos 4mm para evitar superaquecimento. Sempre que possível, é muito importante usar aterramento para evitar choques elétricos.

Colocação de calhas

A instalação de calhas requer alguns cuidados:
• o espaçamento entre os suportes deve ser de 70cm para calhas de PVC e 90cm para as metálicas, evitando-se assim que elas enverguem com o peso da chuva;
• a calha deve ter uma inclinação média de 5mm para garantir a queda da água;
• o número de condutores ligados a ela deve ser calculado levando-se em conta a área do telhado e a intensidade de chuvas na região. De forma geral, a cada 30m² de telhado deve corresponder um condutor.

Como aplicar argamassa

A aplicação da argamassa deve ser feita diretamente na parede ou no piso utilizando-se uma desempenadeira denteada. É essencial que o verso da peça cerâmica seja preenchido totalmente na sua aplicação, evitando que fique "oca" e suscetível a quebra e lascamentos. Recomenda-se o prazo de 03 dias para a aplicação do rejunte.

Fechaduras

Os modelos de fechadura são inúmeros: trincos, cremonas, básculas, fecho unha etc. Quanto ao material podem ser encontrados em aço (uso rural), latão (uso próximo ao mar), zamac (uso próximo ao mar, liga que se assemelha ao latão).

Quanto ao acabamento podem ser: cromado, acetinado, latonado. Quanto às cores: ouro velho, acetinado, fume, níquel, bronze. Sendo que as pintadas podem vir em várias cores.

Há duas linhas: tradicional e colonial. As fechaduras podem também ser divididas quanto ao uso para ambiente interno ou externo. Interna: são para uso em portas de cômodos internos como os quartos. Este tipo usa chaves grandes; externo: são para uso em portas de entrada ou saída na casa. São mais seguras. Há também um tipo específico para uso em banheiro.

Influência das cores

A cor influencia diretamente no conforto e bem estar de um ambiente. Por isso, a escolha da cor certa para cada ambiente é tão importante. As dicas que seguem, são fórmulas simples, mas que dão bons resultados, tornando sua escolha mais fácil e adequada ao seu estilo, podendo ser aplicadas para qualquer tipo de ambiente, tanto residencial como comercial.

Cores quentes
Compreendem tons de vermelho, amarelo, laranja e suas variações. São psicologicamente dinâmicas e estimulantes, dando a sensação de vitalidade, excitação e movimento. São cores que se destacam, sugerindo diminuição ao ambiente.

Cores frias
Compreendem tons de azul, verde, cinza e suas variações. São psicologicamente calmantes, suaves e estáticas, dando a sensação de frescor, descanso e paz. São cores que parecem distanciar-se, sugerindo profundidade ao ambiente.

Tom-sobre-tom
Trata-se de uma forma para combinação das cores onde todos os elementos usados possuem o mesmo tom. Estas combinações normalmente dão à sensação de unidade, onde nenhum elemento se sobressai. Como exemplo, pode-se utilizar um revestimento com fundo bege combinado com festone e louças no mesmo tom.

Contraste
Trata-se de uma forma de combinação onde os elementos usados possuem cores contrastantes e opostas, como exemplo preto e branco, bege e preto, branco e azul, azul e amarelo, entre outras. Estas combinações criam pontos de atenção, onde a cor mais forte ou escura se destaca.

Freqüência de uso do ambiente
Em locais de uso freqüente ou de permanência prolongada, como banheiros sociais, cozinhas e salas, carregar na decoração e nas cores pode causar a sensação de cansaço. Cores claras, além de conferir tranqüilidade e harmonia ao ambiente, possibilitam maior sensação de limpeza e higiene, característica de grande importância quando consideramos os ambientes de cozinha e banheiro. Em ambientes de uso menos freqüentes, como lavabos, dormitórios, hall de entrada e áreas externas, o uso do contraste de cores poderá ser um excelente motivo na decoração.

Tamanho e claridade do ambiente
Em ambientes pequenos e com pouca incidência de luz, prefira sempre utilizar cores claras, contribuindo para o aumento da luminosidade e maior amplitude do mesmo. Cores escuras, além de diminuir a luminosidade do ambiente, contribuem para a sensação de diminuição do espaço.

Texturato

A Aplicação
O produto deve ser aplicado e trabalhado por metro quadrado.

Mudando a Cor
A mudança de cores também é simples, paredes com textura ou grafiato, basta aplicar tinta acrílica fosca branca e, por cima, a nova cor desejada.

Higiene
(Sugestão) Após secagem do produto. Impermeabilize a superfície com uma demão de reagente branco ou verniz incolor de modo a evitar a proliferação de fungos e bactérias. Para isso, utilize uma broxa através dos movimentos verticais ou horizontais.

Limpeza
A limpeza é prática, permitindo o uso de esguichos do tipo (jato) nos ambientes externos ou aspirador, para as paredes internas.

Efeito em Cozinhas e Toaletes
Os efeitos especiais da Textura, ficam maravilhosos na cozinha e também no toalete. Podem até ser aplicado por cima de azulejos (é necessário um tratamento do azulejo antes da aplicação da Textura).
As paredes do banheiro também podem receber textura. Só não é aconselhável usar o material no Box, pois a água com o vapor quente podem danificar a textura. O ambiente em geral é pequeno, mas possibilita que se use cores fortes em alguns pontos, seguindo a cor das louças se estiver com receio de fazer tudo sozinho, procure um profissional, que dará todas as informações e dicas necessárias para não errar na hora da escolha.

Onde Texturizar
Não texturize todas as paredes, a menos que tenha um ambiente muito grande e opte por cores claras em dormitórios. Escolha uma ou duas paredes para ter destaque. O ideal é escolher a parede que fique à frente de quem entra (dica que vale também para o hall de entrada).

A Decoração
A parede que receber a textura deve ter poucos móveis, um aparador ou apenas quadros.

O Teto
Se optar por uma única parede, é permitido criar um efeito também no teto (de alvenaria ou estuque). O efeito acabado realça o ambiente, diferenciando sua casa/escritório dos demais.

O Quarto
Nos quartos, evite cores escuras, para aplicar textura ou pinturas especiais, já que esse é ambiente para descanso. Dê preferência a parede onde fica a cabeceira da cama. Dessa forma, a cor contrastante não vai atrapalhar seus olhos nem seu sono. Se optar pela aplicação do Stencil (moldes vasados), este efeito é possível texturizar as quatro paredes do quarto, dando um ar de papel de parede.

Produto sem Cheiro
Uma grande vantagem, para quaisquer das técnicas, o produto é elaborado à base de acrílico e tem água como solvente, o que evita o cheiro forte da tinta fresca e em 12 horas, o ambiente que recebeu a textura já pode ser usado.

Tintas

PVA - uso interno, não lavável, fosco.

Acrílica - uso interno e externo, lavável, fosco, acetinado, semi- brilho.

Esmalte - uso interno e externo, madeiras e metais, lavável, fosco, acetinado, alto brilho.

Óleo - uso interno e externo, lavável, madeiras e metais somente brilhante e branca.

Esmalte epóxi - uso lavável, interno e externo, azulejos, chão, parede, tubulações, marítimos, acabamento brilhante.

Esmalte a base de água - uso interno e externo, lavável, madeiras e metais, acabamento acetinado e alto brilho.

Verniz - use interno e externo, madeiras, lavável, fosco, acetinado e alto brilho, com ou sem filtro solar, tingidor de madeira.

Tinta para piso - uso interno externo, fosco, lavável,em cores.

Tinta para azulejo - uso interno externo, fosco, lavável,em cores.

Tinta para telha - uso interno externo, fosco, lavável, em cores, antimofo.

Resina - uso interno externo, incolor e colorida chão e telha.

Verniz poliuretano - uso interno e externo, lavável, brilhante e acetinado, incolor.

newsletter

webmail


ponto criativo